59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

GESTANTE COM DIAGNÓSTICO DE OSTEOGÊNESE IMPERFEITA: UM RELATO DE CASO

CONTEXTO

A Osteogênese imperfeita é uma doença genética sistêmica do tecido conjuntivo com prevalência de 6 a 7 em cada 100.000 nascimentos. Ela afeta todos os tecidos que contêm colágeno, mas principalmente o tecido ósseo. Baixa massa óssea é a principal característica da doença, tornando os ossos frágeis e suscetíveis a deformidades e fraturas de repetição.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

G.S.B, 18 anos, G1P0A0, com diagnóstico de Osteogênese Imperfeita na infância. Iniciou pré-natal no segundo trimestre em maternidade de alto risco, assintomática e sem história de fraturas durante a gestação. Programada cesariana eletiva com 39 semanas. Nascimento de recém-nascido vivo, único, sexo masculino, peso 3605g, que chorou ao nascer, apgar 9/9. Procedimento sem intercorrências, extração fetal bem sucedida sem auxílio de fórceps ou vácuo-extrator. Paciente com histórico familiar de mãe com o mesmo diagnóstico, e com passado de algumas fraturas pequenas na infância. Recém-nascido com exame físico normal, sem evidência de fratura ao nascimento.

COMENTÁRIOS

O diagnóstico da Osteogênese imperfeita é fundamental para o seguimento da gestação e a programação da via de parto. O risco de fraturas é alto, por isso, existe uma tendência de que a utilização da cesariana seja a escolha da via de parto, a fim de evitar futuras lesões no concepto. Estudos sugerem que as fraturas ocorrem em locais similares e que o número de fraturas varia de acordo com a gravidade clínica da doença. O padrão de fraturas ósseas e as características clínicas são informações úteis para identificar os portadores dessa doença. Assim, os profissionais de saúde devem estar cientes das condições clínicas da paciente, para assim fazer uma programação adequada da via de parto, resultando em um bom desfecho do binômio mãe-feto.

PALAVRA CHAVE

osteogênese imperfeita, gestante, via de parto, fratura

Área

OBSTETRÍCIA - Gestação de Alto Risco

Autores

Annita Martins Rocha Torres, Carolina Carvalho Mocarzel, Juliana Silva Esteves, Rachel Horowicz Machlach, Mônica Breta Motta, Maria Clara Araújo Marques, Raissa Gracio Teixeira

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo