59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

Avaliação da qualidade de vida de pacientes submetidas à ablação de miomas uterinos por radiofrequência: série de casos

CONTEXTO

A ablação por radiofrequência (RFA) guiada por ultrassonografia (USG) têm se tornado método cada vez mais utilizado na terapêutica de miomas uterinos, em pacientes com desejo reprodutivo, devido à sua menor morbidade, retorno precoce às atividades e preservação da fertilidade. Os três primeiros casos do nosso serviço foram realizados a partir de dezembro de 2020 por meio de revisão de prontuário. Após a ablação, aplicou-se o questionário Uterine Fibroid Symptoms and Quality of Life (UFS-QOL) a fim de comparar o impacto dos miomas na qualidade de vida antes e após o procedimento e controle ultrassonográfico.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Caso 1: 38 anos, queixa de menorragia e anemia e passado de miomectomia. Ressonância magnética (08/20): M1: submucoso, anterior, 5cm; M2: Submucoso, fúndico, 2,1cm; M3: subseroso, fúndico, 2,1cm; M4: subseroso, fúndico, 3,8cm. Em outubro de 2020, ainda não dispunhamos da técnica de radiofrequência, sendo optado por realizar histeroscopia dos miomas submucosos. Devido ao tamanho, não foi possível realizar a ressecção em tempo único. Na reabordagem, optou-se por realizar RFA dos miomas intramurais/subserosos e histeroscopia. Controle com 3 meses por meio de USG demonstrou redução volumétrica dos miomas e regressão dos sintomas. Caso 2: 47 anos, queixa de menorragia, sem desejo de histerectomia. RNM (11/20): M1: submucoso, 5cm. Realizada ablação sem intercorrências. Controle ultrassonográfico mostrou redução de tamanho (3,5cm), estando assintomática e sem medicação hormonal. Caso 3: 50 anos, com menorragia importante associada a anemia, com necessidade de suplementação venosa de ferro. RNM (02/21): Múltiplos miomas (5) sendo três submucosos de até 2,1cm e miomas intramurais com componente submucoso (FIGO 2-5). Realizada histeroscopia dos miomas submucosos associada a RFA dos demais miomas sem intercorrências. Controle ecográfico demonstrou redução do tamanho e sintomas. Aplicado questionário UFS-QOL às pacientes supracitadas referente aos 3 meses antes e após à ablação, que demonstrou em todos os casos diminuição significativa da gravidade dos sintomas e ganho na qualidade de vida.

COMENTÁRIOS

A RFA mostrou resultados benéficos em relação às queixas clínicas e redução volumétrica dos miomas. Além disso, este método permite a abordagem de miomas intramurais, submucosos de difícil acesso por histeroscopia, sem a necessidade de abordagem por via abdominal. Estes são casos iniciais do nosso serviço, contudo, os resultados são compatíveis com os encontrados em literatura.

PALAVRA CHAVE

miomas; radiofrequência; cirurgia minimamente invasiva; qualidade de vida.

Área

GINECOLOGIA - Cirurgia Ginecológica

Autores

Alexandre Brandão Sé, Evandro Oliveira SIlva, Mateus Moreira Santos Rosin, Pedro Rodrigues Reis, Débora Cavalcante Alves Onibene

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo