59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO E DA UTILIZAÇÃO DE APLICATIVOS RELACIONADOS À SAÚDE FEMININA POR MULHERES E GINECOLOGISTAS

OBJETIVO

Objetivamos avaliar o perfil epidemiológico e opinião de mulheres usuárias de aplicativos móveis desenvolvidos para controle do ciclo menstrual e auxílio no uso de contraceptivos. Também o conhecimento e indicação destes pelos ginecologistas.

MÉTODOS

Foram enviados para mulheres e ginecologistas, questionários estruturados online com perguntas sobre dados pessoais, conhecimento e utilização de aplicativos de saúde feminina.

RESULTADOS

Foram recebidas 467 respostas das mulheres e 241 dos médicos. Mulheres usuárias de aplicativos não mostraram diferenças epidemiológicas com as não usuárias. Daquelas usuárias, a comparação entre mulheres adultas jovens com as de idades superiores mostrou que as primeiras conheciam mais aplicativos (88.5% X 57%, p<0.01), utilizavam algum método contraceptivo (70% X 31% p<0.01), com o contraceptivo oral sendo o mais comum (50% X 14.5% p<0.01) e vão menos ao ginecologista (p<0.01). A maioria dos médicos conhecia algum aplicativo (87%), sendo o motivo principal da indicação entenderem que auxilia no entendimento do ciclo. Os aplicativos conhecidos pelas mulheres são diferentes dos conhecidos pelos médicos.

CONCLUSÕES

Mulheres mais jovens conhecem mais sobre aplicativos. A maioria dos médicos ginecologista orienta uso de aplicativos para controle de ciclo menstrual e auxilio no uso de contraceptivos. Os aplicativos conhecidos pelas mulheres e pelos médicos são diferentes.

PALAVRA CHAVE

Aplicativos móveis; Feminina; Ginecologia; Anticoncepcionais; Ciclo menstrual

Área

GINECOLOGIA - Contracepção

Autores

Marcelo Luís Steiner, Marina Quaglio Oingue Fulfaro, Carolina Villalba Moya Rodrigues, Luciano Melo Pompei

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo