59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

Leiomioma de vagina - relato de caso

CONTEXTO

Os leiomiomas, são tumores benignos do músculo liso que ocorrem com mais frequência no trato genital feminino. 20% das mulheres após os 35 anos de idade podem apresentar leiomiomas uterinos. Aqueles de localização vaginal são raros. Crescem às custas da camada muscular da submucosa. As pacientes tornam-se sintomáticas quando o tumor atinge volume suficiente para estenosar ou ocluir a cavidade vaginal. O diagnóstico definitivo se faz pelo exame histopatológico.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

MLS, 29 anos, gesta I x I, atendida em agosto de 2019. Informava que se submeteu a operação cesariana há 4 meses, em virtude de ter surgido uma “bola”, que cresceu a ponto de ocupar toda a vagina e se exteriorizar, impedindo o parto normal. Informa que após a operação cesariana, durante o puerpério a tumoração manteve estável, nas mesmas dimensões, não regredindo. Exame ginecológico: à inspeção verifica-se tumoração globosa, elástica, medindo cerca de 12 cm de diâmetro, protrusa através da fenda vulvar, evertendo o colpos anterior. Ao exame especular: colo uterino bem epitelizado, paredes laterais e colpos posterior sem alterações. Toque vaginal combinado: útero de volume normal, anexos impalpáveis. O exame ultrassonográfico pélvico transvaginal mostrou útero, anexos e bexiga urinária anatômicos, presença de tumoração sólida, medindo 12 cm de diâmetro, localizada na parede anterior da v agina. Firmado o diagnóstico de tumoração de vagina, foi submetida a tratamento cirúrgico para exérese da tumoração e colpoplastia anterior para recomposição da cavidade vaginal. O exame anatomopatológico revelou: leiomioma de parede vaginal.

COMENTÁRIOS

O leiomioma de vagina é patologia rara, existindo cerca de 300 casos publicados na literatura médica. No caso em tela, sofreu rápido aumento de volume durante a gestação, impedindo a realização do parto normal e impossibilitando o coito. O tratamento cirúrgico é a indicação adequada, recuperando as características anatômicas e funcionais da cavidade vaginal.

PALAVRA CHAVE

Tumor de vagina, leiomioma vaginal, miomectomia, colpoplastia anterior.

Área

GINECOLOGIA - Cirurgia Ginecológica

Autores

Carlos Alberto Sá Marques, Iara Maria Gomes Coelho, Vitória Maria Gomes Rabelo, Luiz Filipe Gomes Rabelo , Maria Clara de Souza Xavier

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo