59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

A FLEXIBILIZAÇÃO DA ANTICONCEPÇÃO ATRAVÉS DO DISPOSITIVO INTRAUTERINO DE COBRE EM MULHERES COM CÂNCER DE MAMA DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19.

OBJETIVO

Determinar a importância da anticoncepção em mulheres com antecedente de câncer de mama durante a pandemia através das características epidemiológicas dos atendimentos realizados.

MÉTODOS

Em estudo de corte transversal, foram atendidas 109 mulheres com antecedente de câncer de mama no ambulatório de Planejamento Familiar do Centro de Referência da Saúde da Mulher (Hospital Pérola Byington), São Paulo, entre agosto e dezembro de 2020, sendo analisadas as características epidemiológicas do atendimento e os métodos anticonceptivos utilizados por essas mulheres.

RESULTADOS

A média da idade das 109 mulheres atendidas foi de 42,0 anos, entre 24 consultas novas (22,0%) e 85 retornos (78,0%). A média de idade do diagnóstico do câncer de mama foi de 37,9 anos. A obesidade esteve presente em 39 mulheres (35,8%). Entre os retornos, 82 delas (96,5%) estavam utilizando o dispositivo intrauterino (DIU) de cobre, 2 condom masculino (2,4%) e 1 abstinência sexual (1,2%). Entre as 24 consultas novas, 10 estavam utilizando condom masculino (41,7%) e 14 estavam em abstinência sexual (58,3%). Foram realizadas 17 inserções de DIUs, sendo 13 entre as consultas novas (76,5%), e 4 trocas por vencimento no tempo de utilização (23,5%). O DIU de cobre por se tratar de um método contraceptivo reversível de longa ação (LARC), possibilitou a programação da troca para uma ocasião mais adequada e retornos mais espaçados, onde a contaminação do COVID-19 pudesse ser de menor risco.

CONCLUSÕES

A anticoncepção pelo DIU de cobre entre mulheres com antecedente de câncer de mama, além da segurança contraceptiva, permite diminuir o risco de contaminação pelo Sars-CoV-2 através de retornos mais espaçados, permitindo maior tempo para um controle clínico mais adequado da doença de base. Novos estudos devem ser realizados para melhor elucidação dessa situação.

PALAVRA CHAVE

cancer de mama; DIU; COVID-19; contracepção;

Área

GINECOLOGIA - Contracepção

Autores

BRUNA FRANCISCO DA MATA, LUIS CARLOS SAKAMOTO, FERNANDA RICHTER VILLALOBOS, AMANDA FERREIRA VIGO, LARISSA REGINA DAL OGLIO CARVALHO, Antonio Roberto CERQUEIRA LOSACCO, Maria Eugênia SIMOES ONOFRE DE SANTI, ANDRE LUIZ MALAVASI

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo