59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

MIOMA GIGANTE PEDICULADO MIMETIZANDO TUMOR DE OVÁRIO: RELATO DE CASO

CONTEXTO

A maioria dos tumores anexiais são de origem ovarina, sendo grande parte composta por cistos benignos. Eles acometem, na maioria das vezes, mulheres jovens em idade reprodutiva. Já os leiomiomas são os tumores benignos mais comuns do útero, ocorrendo em aproximadamente 20 a 40 % das mulheres em idade reprodutiva. Essas patologias podem gerar aumento do volume abdominal, irregularidade menstrual e compressão de órgãos adjacentes. Achamos pertinente relatar o caso de uma paciente jovem com expressivo aumento do volume abdominal simulando tumor anexial, mas que que se tratava de um mioma pediculado, cujo crescimento evolui muito rápido.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Uma paciente de 38 anos foi encaminhada ao nosso serviço por aumento do fluxo menstrual associado ao aumento do volume abdominal com piora progressiva em 2 anos. Ao exame físico foi evidenciado massa abdominal palpável ocupando toda a cavidade abdominal se estendendo até o apêndice xifoide. Notava-se ainda descarga papilar láctea bilateral. A ultrassonografia de abdome total identificou volumosa imagem cística mista: com componente sólido homogêneo, componente líquido, septações finas e projeções papilares em seu interior, ocupando todo o abdômen, medindo 38x30 cm e apresentando poucos sinais de fluxo ao doppler. Os marcadores para tumores ovarianos não mostravam alterações expressivas. A paciente foi submetida a laparotomia exploradora com congelação intraoperatória, sendo evidenciada uma tumoração volumosa e pediculada em região cornoal esquerda uterina sem poder descartar malignidade. O laudo histopatológico por parafina revelou: leiomioma apoplético com degeneração hidrópica mixoide e imuno-histoquímica confirmou benignidade. Paciente evoluiu com intercorrências clinicas durante o pós-operatório e foi indicada reabordagem cirúrgica que revelou presença de grande quantidade de liquido inflamatório livre na pelve e distensão de todo trajeto do intestino sem lesões visíveis. Realizado lavagem da cavidade abdominal e enviado liquido para cultura com posterior resultado negativo. Após reabordagem paciente apresentou melhora clínica.

COMENTÁRIOS

A importância do relato foi perceber como os leiomiomas uterinos podem se apresentar de várias formas clínicas e com comportamento de crescimento clinicamente distintos, podendo se assemelhar aos tumores de ovário.

PALAVRA CHAVE

Mioma. Tumor de Ovário. Histerectomia

Área

GINECOLOGIA - Cirurgia Ginecológica

Autores

SUELLEN CASOTTI SCOQUI CASOTTI SCOQUI , BRENDA RIOS RIBEIRO RIOS RIBEIRO RIBEIRO, FLORA BRIGGS REIS FIGUEIREDO, MARIANA DE CASTRO ROLIM , TEREZA MARIA PEREIRA FONTES, ROBERTO LUIZ CARVALHOSA DOS SANTOS, KATIA ALVIM MENDONÇA, IVAN PENALOZA TOLEDANO

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo