59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

CÂNCER DE MAMA NA GESTAÇÃO - RELATO DE CASO

CONTEXTO

O câncer de mama na gestação é definido quando o diagnóstico é feito durante a gravidez ou em até doze meses após o parto. É responsável por 0,2-3,8% de todos os cânceres de mama, porém é a neoplasia de maior prevalência na gestação. As alterações fisiológicas da gravidez fazem com que o diagnóstico seja tardio e assim, em estágios mais avançados. Por isso, é necessário o diagnóstico precoce.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

L. F. A, 34 anos, primigesta. Admitida com idade gestacional de 40 semanas e queixa de bolsa rota. Realizada cesárea devido à bradicardia fetal persistente. Um dia após o parto, evoluiu com confusão mental, rebaixamento de consciência e dor abdominal intensa. Ao exame apresentava mama esquerda com massa ocupando quadrantes laterais, endurecida e mal delimitada. Axila esquerda com linfonodo suspeito. Laboratório demonstrou hipercalcemia e LDH aumentados. Tomografia de abdômen e pelve com presença de lesões hipodensas hepáticas e múltiplas lesões líticas ósseas compatíveis
com neoplasias secundárias. Realizada biópsia de mama esquerda e punção de linfonodo axilar, respectivamente,
demonstrando carcinoma ductal invasor e linfonodo sugestivo de malignidade. Paciente apresentou declínio do
quadro clínico, evoluindo a óbito no décimo dia de puerpério.

COMENTÁRIOS

O câncer de mama na gestação apresenta-se como um desafio clínico. Assinala-se a importância do exame minucioso das mamas no ciclo gravídico puerperal, fazendo parte da propedêutica, possibilitando-se assim o diagnóstico o mais precoce
possível e melhores desfechos maternos.

PALAVRA CHAVE

câncer; mama; gestação.

Área

GINECOLOGIA - Mastologia

Autores

BRUNA CAMPOS LIMA, TAINÁ PEREIRA, Daniella de Sousa Andrade Congiu Passos

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo