59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

Características clínicas e manejo dos casos de near miss em gestantes e puérperas com COVID-19: estudo de coorte

OBJETIVO

Descrever o perfil clínico e o manejo terapêutico dos casos de near miss materno em gestantes e puérperas admitidas com COVID-19 em uma maternidade-escola do nordeste do Brasil.

MÉTODOS

Trata-se de um estudo de coorte ambidirecional, realizado em uma maternidade-escola do Nordeste, que incluiu todas as gestantes e puérperas com diagnóstico confirmado de COVID-19 por RT-PCR, atendidas no serviço entre 1 de abril de 2020 a 31 de dezembro de 2020. Os dados foram coletados utilizando-se um formulário padronizado, com todas as precauções padrões para evitar contaminação. Foram analisadas as características clínicas e o manejo terapêutico. Esta pesquisa foi previamente submetida e aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) sob o CAEE número 31757620.5.0000.5201. As pacientes incluídas no período prospectivo assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido.

RESULTADOS

Foram incluídas 390 pacientes, das quais 17 (4,4%) tinham critérios de near miss materno e, destas, 70,6% tinham critérios laboratoriais, 17,6% critérios clínicos e 11,8% critérios de manejo. Dentre esses casos, 10 pacientes (58,8%) apresentaram sintomas relacionados à COVID-19, sendo a dispneia o mais frequente (47,1%), seguida por dor no corpo (35,3%) e febre (23,5%); a alteração laboratorial mais frequente foi a trombocitopenia (17,6%). Das pacientes, 47,1% necessitaram de antibioticoterapia, 41,2% receberam oxigenoterapia não invasiva e 10,5% precisaram de ventilação mecânica. Todas receberam enoxaparina profilática. Houve uma frequência de 58,8% de pacientes com síndromes hipertensivas.

CONCLUSÕES

A maioria das pacientes apresentou sintomas relacionados à COVID-19, sendo a dispneia o sintoma mais comum, seguida por dor no corpo e febre. A trombocitopenia foi a alteração laboratorial mais presente. Os tratamentos mais utilizados foram antibioticoterapia e oxigenoterapia não invasiva, condizentes com o quadro clínico-laboratorial. Houve ainda elevada frequência de pacientes com histórico de síndromes hipertensivas, muito frequentes em pacientes com COVID-19 e que podem contribuir para o desenvolvimento de complicações e critérios de near miss.

PALAVRA CHAVE

COVID-19. Near Miss. Gestação de Alto Risco. Saúde Materna. Assistência perinatal.

Área

OBSTETRÍCIA - Gestação de Alto Risco

Autores

Arthur Ferreira Cerqueira Amorim, Lara Caline Santos Lira, Thaise Villarim Oliveira, Lucas Martins dos Santos Sales, Thales Albuquerque Rocha, Maria Eduarda Gurgel Medeiros, Leila Katz, Melania Maria Ramos Amorim

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo