59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

MANIFESTAÇÃO MAMILAR DE FENÔMENO DE RAYNAUD EM NÃO GESTANTE SEM COMORBIDADES: RELATO DE CASO

CONTEXTO

O Fenômeno de Raynaud (FR) é caracterizado pela presença de vasoespasmo, geralmente desencadeado por frio ou estresse, com alteração trifásica na coloração da pele, classicamente mãos e pés, de forma progressiva em palidez, cianose e rubor de extremidades, além de dor e parestesia. Estima-se que 3 a 12% da população seja afetada por essa condição, principalmente mulheres jovens. O acometimento mamilar desse fenômeno é uma causa de dor no mamilo ainda pouco estudada, e quando descrito pela literatura associa-se exclusivamente a lactantes. Nas mulheres em idade fértil, os altos níveis de estrogênio associados a temperaturas ambientais mais baixas estimulam a vasoconstrição. Além disso, situações de estresse resultam em maior liberação de norepinefrina, que ativa receptores adrenérgicos nas paredes dos vasos sanguíneos, também estimulando o vasoespasmo. O diagnóstico é clínico e pode ser complementado com o registro de imagens por parte da paciente no momento dos sintomas. Na prática, o manejo é frequentemente realizado de maneira errônea, devido à confusão com o diagnóstico diferencial de infecção secundária por Candida albicans ou mastite.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Mulher, 24 anos, nuligesta, refere fisgadas em mama esquerda, com duração de cerca de um minuto e irradiação para o bico do mamilo, associadas a endurecimento e sensação de agulhada, sem associação com o ciclo menstrual. A correlação do início do quadro com dias mais frios somado à ausência de outras queixas em anamnese ou alterações no exame físico levou à hipótese de FR. Foi solicitada autoavaliação do mamilo e sua coloração, que apresentou alteração no momento da dor, registrada em imagens pela paciente, além de USG de mamas para afastar nódulos e exames laboratoriais (TSH e HMG), todos normais. Como teste terapêutico, foi iniciado nifedipino 10mg de 8/8h por 10 dias, o que culminou na cessação dos sintomas, confirmando a suspeita.

COMENTÁRIOS

O FR pode ser primário (idiopático), ou secundário, se associado a doença reumática autoimune ou agentes químicos. A manifestação mamilar do FR primário é uma importante hipótese diagnóstica em casos de dor no mamilo, apesar de relatada na literatura sempre associada à gestação/lactação. O nifedipino, um bloqueador do canal de cálcio, é considerado a primeira linha para o tratamento de FR mamilar, por seus efeitos vasodilatadores ao inibir a captação de cálcio pelas células do músculo liso vascular.

PALAVRA CHAVE

Fenômeno de Raynaud; Vasoconstrição; Mastalgia; Dor Mamilar.

Área

GINECOLOGIA - Multidisciplinar

Autores

Anna Flávia Hardt, Guilherme Schmid Guérios, Nathália Miguel de Souza, Tereza Reck, Fernanda Schier de Fraga

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo