59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

IMPLEMENTAÇÃO DE AÇÕES DE PROMOÇÃO DE SAÚDE NO PRÉ-NATAL DE UMA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA

OBJETIVO

Implementar intervenções de educação em saúde em gestantes acompanhadas no pré-natal de risco habitual da Unidade de Saúde da Família (USF)

MÉTODOS

Foram realizadas as seguintes intervenções, entre 2019 e 2020, no grupo de gestantes acompanhadas por duas equipes da USF Otto Alencar II e III, situadas em Itacaré-Bahia, a saber: 1) Realização de consultas com agenda compartilhada; 2) Criação de espaços de troca de experiências com temas concernentes; 3) Incentivo à atividade física; 4) Divulgação na rádio local; 5) Aplicação de questionários quanti-qualitativos para a avaliação de quesitos socioambientais, de conhecimento em saúde e expectativas quanto ao parto. Foram executadas seis salas de espera e quatro rodas de gestantes; seis encontros de exercícios físicos de baixo impacto que abordaram técnicas respiratórias, alongamento e fortalecimento muscular. Vinte e três gestantes com idades entre 16 e 37 anos participaram da pesquisa além de três parceiros.

RESULTADOS

87,5% tinham união estável. 25% eram estudantes, 37,5% desconheciam as ações em um parto humanizado, 50% ignoravam técnicas de amamentação, 50% nunca assistiram palestras sobre gestação, parto e/ou puerpério. 75% preferiam o parto normal, 37,5% apresentavam sobrepeso ou obesidade, 62,5% eram sedentárias, 37,5% e 75% nunca haviam se consultado com dentista e psicólogo, respectivamente. Suas principais expectativas eram: aprender sobre gestação, parto e puerpério (87,5%); sentir-se melhor (75%); melhorar a nutrição (62,5%); melhorar a condição muscular (62,5%); melhorar a flexibilidade (50%); reduzir o estresse (50%); ter mais acesso aos serviços de saúde (50%); ficar mais próxima dos profissionais de saúde (50%); participar de um grupo (50%); melhorar a aptidão cardiovascular (37,5%); perder peso (12,5%); ocupar o tempo (12,5%).

CONCLUSÕES

Por meio de ações de baixo custo e engajamento da gestão municipal e dos profissionais de saúde, é possível intensificar a experiência dos usuários da atenção básica. A implementação de melhorias no pré-natal da USF pode contribuir para uma melhor adequação do estabelecimento de saúde à sua função de acolhimento e resolutividade.

PALAVRA CHAVE

Pré-natal, Promoção de Saúde, Atenção Básica

Área

OBSTETRÍCIA - Atenção Primária

Autores

Luciana Carla Belém dos Santos, Misael José Filgueiras Neto, Willy Viana Cruz, Márcia Verônica Caldeira de Quadros, Heloisa Lima de Sousa, João Marcos De Meneses e Silva, Ligia Helena Ferreira Melo e Silva

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo