59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

O IMPACTO DO USO DOS ANTAGONISTAS DE GNRH NA DOR PÉLVICA EM MULHERES DIAGNOSTICADAS COM ENDOMETRIOSE.

OBJETIVO

Descrever e analisar os principais impactos dos antagonistas de GnRH na dor pélvica em mulheres diagnosticadas com endometriose, quando comparados a uso de placebos, progestágenos e analgésicos, por meio de uma revisão sistemática da literatura.

FONTE DE DADOS

A estratégia de busca foi realizada nas bases de dados PubMed e Cochrane Library, nos meses de maio e junho de 2021. Direcionou-se a pesquisa para os últimos dez anos (2011-2021) e os descritores da saúde utilizados foram “GnRH” e “endometriosis”, sendo selecionado “ensaio clínico” para filtrar a busca, e os idiomas inglês, português e espanhol. Os autores encontraram limitações na coleta das intervenções e dos desfechos, devido a heterogeneidade clínica.

SELEÇÃO DE ESTUDOS

Foram encontrados 292 estudos, os quais foram lidos e revisados por dois revisores independentes que julgaram o título e o resumo. Logo após, os dados foram cruzados. Dessa forma, as desigualdades foram analisadas por um terceiro revisor. Após esse processo os artigos completos foram analisados, resultando em 15 artigos.

COLETA DE DADOS

Os dados foram coletados e analisados seguindo as recomendações do PRISMA. A escala Jadad foi usada com o objetivo de melhorar a qualidade metodológica e interpretação dos resultados.

SÍNTESE DE DADOS

Em comparação com o uso do placebo, outras terapias hormonais e analgésicos, os estudos evidenciaram que mais de 60% das mulheres diagnosticadas com endometriose obtiveram redução significativa da dor pélvica com o uso dos antagonistas do GnRH. Tal fato foi assegurado quando a dose foi duplicada. Na grande maioria dos estudos essa resposta foi assegurada por seis meses, e o impacto na qualidade de vida, além da redução da dor foi a diminuição da fadiga, impotência, dismenorreia, dispareunia e do uso de analgésicos de resgate. Em contrapartida, trouxeram repercussões em outros sistemas devido ao seu efeito hipoestrogênico, como redução da densidade mineral óssea e aumento dos níveis séricos de lipídios. Contudo, essas implicações foram revertidas após cessação do medicamento, o que demonstra ser um tratamento seguro.

CONCLUSÕES

Os antagonistas de GnRH, demonstraram conforme esta revisão, trazer consequências positivas em relação à redução da dor pélvica nas mulheres com endometriose, de forma eficaz e segura, além de outros benefícios. Mesmo tendo efeitos adversos indesejáveis, ainda sim é recomendado, principalmente quando a paciente é selecionada de forma adequada para receber o tratamento.

PALAVRA-CHAVE

Endometriose; Antagonistas de GnRH; Impacto; Revisão sistemática.

Área

GINECOLOGIA - Endometriose

Autores

Andressa Layane Lopes de Souza Rêgo, Carlos Augusto Pires Costa Lino, Caio Nogueira Lessa, Francisco Alírio da Silva, Larissa Thaís de Melo Filizola, Laila Velozo Costa, Karen Maria Ferreira Tavares, Andrezza Alves Feitosa

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo