59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

CIRURGIA CONSERVADORA NO TRATAMENTO DE ACRETISMO PLACENTÁRIO: UMA EXPERIÊNCIA BEM SUCEDIDA

CONTEXTO

O ACRETISMO PLACENTÁRIO RESULTA DA INVASÃO DO VILO PLACENTÁRIO NO MIOMÉTRIO OU NOS ÓRGÃOS ADJACENTES E REPRESENTA UMA IMPORTANTE CAUSA DE HEMORRAGIA PÓS PARTO E MORBIMORTALIDADE MATERNA, PODENDO ESTAR ASSOCIADO A PLACENTA PRÉVIA. CIRURGIA UTERINA OU PARTO CESÁREA ANTERIOR, GESTAÇÃO POR FERTILIZAÇÃO IN VITRO, ANTECEDENTE PESSOAL DE ACRETISMO PLACENTÁRIO E IDADE MATERNA AVANÇADA ESTÃO ENTRE OS FATORES DE RISCO ASSOCIADOS. A HISTERECTOMIA É O TRATAMENTO MAIS DIFUNDIDO. NO ENTANTO, QUANDO SE BUSCA PRESERVAR A FERTILIDADE, O TRATAMENTO CONSERVADOR PODE SER ALTERNATIVA. ENTRE AS OPÇÕES, INCLUEM-SE A REMOÇÃO PLACENTÁRIA, A CONDUTA EXPECTANTE E A CIRURGIA CONSERVADORA. ESTA ÚLTIMA CONSISTE NA RESSECÇÃO DA ÁREA MIOMETRIAL INVADIDA E RECONSTRUÇÃO UTERINA, PROCEDIMENTO REALIZADO NA PACIENTE DESCRITA A SEGUIR.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

PRIMIGESTA, 34 SEMANAS E 3 DIAS, GESTAÇÃO ESPONT NEA, INTERNADA POR CONTA DE SANGRAMENTO VAGINAL E ANTECEDENTE DE PLACENTA PRÉVIA, SEM DEMAIS COMORBIDADES OU CIRURGIAS ANTERIORES. EM RESSON NCIA RECENTE, EVIDENCIAVA-SE PLACENTAÇÃO ANTERIOR COM BORDA JUSTAORIFICIAL E MODERADA PROBABILIDADE DE ACRETISMO. ESTÁVEL HEMODINAMICAMENTE, COM VITALIDADE FETAL PRESERVADA, TÔNUS UTERINO NORMAL E AUSÊNCIA DE CERVICODILATAÇÃO, FOI SUBMETIDA A PARTO CESÁREA PELA PERSISTÊNCIA DO SANGRAMENTO E QUEDA DE 4 PONTOS DA HEMATIMETRIA. APÓS EXTRAÇÃO FETAL TRANSPLACENTÁRIA, REALIZADO CLAMPEAMENTO IMEDIATO DO CORDÃO, SEGUIDO DE DEQUITAÇÃO PLACENTÁRIA PARCIAL E LUXAÇÃO UTERINA. VISUALIZADA ÁREA DE ACRETISMO EM REGIÃO ÍSTMICA ANTERIOR, ABAIXO DA INCISÃO UTERINA, MEDINDO 3X4 CM. OPTADA PELA RESSECÇÃO EM CUNHA DA REGIÃO, SEGUIDA DE HISTERORRAFIA EM DUAS CAMADAS. FETO PONTUOU APGAR 8/8, HOUVE 1400 ML DE PERDA SANGUÍNEA ESTIMADA, SENDO NECESSÁRIAS MEDIDAS CLÍNICAS PARA REVERTER HIPOTONIA UTERINA. PACIENTE EVOLUIU SEM DEMAIS INTERCORRÊNCIAS PUERPERAIS. EMBORA NÃO HOUVESSE FATOR DE RISCO PARA ACRETISMO PLACENTÁRIO, O ANATOMOPATOLÓGICO DA PEÇA FOI COMPATÍVEL COM ESSA DOENÇA.

COMENTÁRIOS

APESAR DO TRATAMENTO CONSERVADOR DO ACRETISMO PLACENTÁRIO REPRESENTAR UMA ESTRATÉGIA NA REDUÇÃO DA TAXA DE HISTERECTOMIA PERIPARTO, NÃO EXISTEM ESTUDOS DE BOA QUALIDADE QUE O DESCREVEM. ALÉM DISSO, PODE RESULTAR EM COMPLICAÇÕES GRAVES, COMO HEMORRAGIA MACIÇA, COAGULOPATIA, LESÕES DE TRATO URINÁRIO E INFECÇÃO UTERINA. MAIS TRABALHOS SÃO NECESSÁRIOS PARA AVALIAÇÃO ADEQUADA DA CIRURGIA CONSERVADORA.

PALAVRA CHAVE

tratamento acretismo placentário, acretismo placentário

Área

OBSTETRÍCIA - Gestação de Alto Risco

Autores

Izabella Wisniewska de Moura, Eduardo Namura di Thomaz, Soraia de Carvalho, Camila Renda

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo