59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

Diagnóstico de Tumor de células da granulosa em abdome agudo – Relato de caso.

CONTEXTO

O tumor das células da granulosa do ovário é uma forma rara de câncer que representa 3-5% das neoplasias deste órgão, acometendo 0,6-0,8 / 100.000 mulheres. Subdivididos em forma adulta e juvenil, a faixa etária de maior incidência reside entre 45-55 anos. Com uma apresentação que pode variar de sólida a cística, acrescida de grande vascularização ao USG, os sintomas normalmente apresentados são inespecíficos. Podem decorrer do crescimento e tamanho assumido, causando dor e distensão abdominal, bem como alterações do padrão menstrual ou sangramento pós-menopausa, induzidos pela produção tumoral de estrogênio. Embora indolentes e com ruptura espontânea em apenas 8-15% dos casos, assumem tamanhos usualmente perceptíveis ao exame físico. O prognóstico se relaciona ao estadiamento, ao grau de diferenciação e principalmente a presença de rotura tumoral. A partir daí se define o tratamento, sendo a cirurgia a principal via, com adjuvância quimioterápica em alguns casos.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Paciente do sexo feminino, 43 anos, nuligesta, admitida com quadro de abdome agudo, queixando dor contínua em aperto há três dias, com piora progressiva. Relatava amenorréia há um ano e meio, quando apresentou sangramento vaginal com duração de 03 dias. Apresentava, ainda, ultrassonografia com cisto heterogêneo complexo em anexo direito, realizado há 04 meses, sem seguimento. Na ausência de comemorativos infecciosos clínicos e laboratoriais, foi aventada a hipótese de cisto ovariano roto. Realizada, então, TC de abdome e pelve, que verificou volumoso cisto ovariano roto, com coágulos e hemoperitônio. Inicialmente optado por conduta expectante, todavia evoluiu com irritação peritoneal e queda hematimétrica, sendo necessária laparotomia exploradora. Identificado moderada quantidade de sangue em cavidade abdominal, com presença de cisto ovariana direito roto aderida à trompa ispilateral, sendo realizado anexectomia à direita. Resultado de anatomopatológico compatível com o diagnóstico de tumor de células da granulosa em ovário direito, sem acometimento tubário. A paciente foi encaminhada à oncologia, com estadiamento IC e proposta, a princípio, de QT adjuvante e extensão da cirurgia oncológica.

COMENTÁRIOS

Apesar da raridade, a investigação a partir de uma alteração ultrassonográfica condizente, bem como a realização de um bom exame ginecológico são indispensáveis, capazes de interferirem no prognóstico e de prevenirem maiores morbidades.

PALAVRA CHAVE

TUMOR OVARIANO DE CÉLULAS DA GRANULOSA

Área

GINECOLOGIA - Oncologia Ginecológica

Autores

NATALIA MARIA VALENZI AMORIM, LISSA ARAUJO SOARES PRADO, ISABELA FURTADO GUIOTTI, LUCAS PEDROSA LANGE, VITOR REZENDE VIEIRA, MARIA EDUARDA CANÇADO SCHUTTENBERG, GABRIELA TAVARES MONTE ALTO PACHECO, HEREK DUARTE ARAUJO DA SILVA SANTANA

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo