59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

ENDOMETRIOSE DIAFRAGMÁTICA: RELATO DE CASO

CONTEXTO

A endometriose é uma doença inflamatória crônica provocada pela presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina. É uma das ginecopatologias mais recorrentes (10% das mulheres no menacme), com elevada incidência no peritônio pélvico, ovários e septo retovaginal, embora raramente possa acometer locais distantes como o diafragma (1-1,5%). Um quadro diafragmático pode vir acompanhado de hipocondrialgia, mais à direita, dor subcostal, dispnéia e sintomas vasovagais. O diagnóstico em localizações típicas pode ser fácil, porém, em localizações atípicas são geralmente difíceis pelas características não específicas dos sintomas. O tratamento pode ser clínico ou cirúrgico, mas sempre individualizado e multidisciplinar.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Paciente 29 anos, G1P0A1, com quadro inicial de dismenorréia intensa e progressiva há 12 anos, obteve melhora parcial do quadro mediante uso de anticoncepcional oral combinado (ACO). Realizados exames de imagem com diagnóstico de endometrioma ovariano seguido de tratamento por videolaparoscopia. Por quatro anos após a cirurgia, com o uso de anticoncepcional contínuo, manteve-se assintomática. Suspendeu ACO para tentativa de gestação, tendo beta-hcg positivo após 02 anos, porém culminou com abortamento no primeiro trimestre e consecutiva curetagem. Em seguida, a paciente apresentou epigastralgias intensas, náuseas constantes e desconforto respiratório. Descartadas patologias gástricas, a ressonância do abdome total evidenciou duas lesões acometendo a cúpula frênica direita junto à cápsula hepática, compatíveis com implantes endometrióticos. Após um ano de tratamento clínico hormonal sem sucesso, a paciente foi submetida à nova videolaparoscopia para tratamento cirúrgico com equipe multidisciplinar obtendo significativa melhora clínica pós-operatória.

COMENTÁRIOS

O fato das células endometriais efluxadas saírem da região pélvica para o diafragma direito associa-se à captação pelo ligamento falciforme, o que justifica maior incidência na região subfrênica direita. Um quadro sugestivo de endometriose diafragmática deve ser complementado com exames de alta sensibilidade, como ultrassonografia com preparo intestinal e/ou ressonância magnética. Diagnóstico de endometriose em localizações atípicas deve ser lembrado principalmente em pacientes com endometriose pélvica associada. A abordagem cirúrgica aparece como tratamento eficaz na falha do tratamento clínico.

PALAVRA CHAVE

Endometriose; diafragma; videolaparoscopia

Área

GINECOLOGIA - Endometriose

Autores

JULIA LIMA ALBUQUERQUE, BRUNA LIMA ALBUQUERQUE, FELIPE OLIVEIRA ALBUQUERQUE, CLAUDEMIRO DE CASTRO MEIRA NETO, ISABELA KARINE RODRIGUES AGRA, THOMAS BERNARDES LOPES, MARINA PRESMICH PONTUAL, MARCEL ARTHUR CAVALCANTE GONÇALVES

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo