59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

GRAVIDEZ ECTÓPICA DE LOCALIZAÇÃO ATÍPICA: RELATO DE DOIS CASOS

CONTEXTO

A Gravidez Ectópica (GE) é a que ocorre fora da cavidade uterina, com implantação e o desenvolvimento do ovo em outra localização. Ocorre principalmente na tuba uterina, mas pode se apresentar em outras localizações atípicas, como em região intersticial, colo do útero, ovário, abdome ou cicatriz de cesariana. Pode se manifestar com quadro abdominal agudo e choque hipovolêmico. A depender do grau de alteração, podem trazer grandes repercussões na vida adulta feminina. O objetivo desse estudo é relatar dois casos de gravidez ectópica com localização atípica, atendidas no Hospital Universitário de São Luís- MA. Trata-se de um estudo descritivo e transversal que utilizou como instrumento de coleta de dados a análise de dois casos registrados em prontuários. A pesquisa foi iniciada após apreciação pelo Comitê de ética da Instituição. Todos os dados referentes aos casos clínicos foram coletados pela autora do projeto.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Trata-se de dois casos de gestação ectópica, de localização intersticial e em cicatriz de cesárea, ambos sendo tratados de forma conservadora com tratamento medicamentoso. As pacientes do estudo foram admitidas no serviço sem sintomatologia de abdome agudo e estáveis hemodinamicamente. Ambas não apresentavam sangramento transvaginal. A ultrassonografia transvaginal foi o exame que possibilitou o diagnóstico e auxiliou no tratamento das pacientes atendidas. Tanto no caso 1, como no caso 2, a ultrassonografia possibilitou a exata avaliação do tamanho e da localização da gestação ectópica, sendo fundamental na decisão terapêutica e no auxílio guiando as punções. No caso 1, foi optado por injeção intra-sacal de lidocaína para indução de óbito embrionário, por meio de punção transabdominal, e complementação com Metotrexato sistêmico, via intra-muscular. No caso 2, foi decidido por injeção intra-sacal de Metotrexato por punção via transvaginal. Ambas as punções foram guiadas por ultrassonografia. A conduta nas gestações de localização não tubária deve ser sempre individualizada.

COMENTÁRIOS

Esse estudo demonstra a importância de uma anamnese minuciosa e exame físico adequado na avaliação clínica de pacientes com suspeita de gestação ectópica ou que apresentam sangramento transvaginal no primeiro trimestre de gestação. A conduta diante dos casos de gravidez ectópica deve ser individualizada, principalmente nas situações de localização não tubária, discutindo entre equipe médica assistente e paciente a melhor conduta terapêutica indicada e disponível no serviço.

PALAVRA CHAVE

Gravidez ectópica. Morte materna. Tubas uterinas.

Área

OBSTETRÍCIA - Gestação de Alto Risco

Autores

Maria de Fatima Barros Sales MORGADO, Natalia Couto Melo SANTOS, Rosy Ane Jesus Pereira Araujo Barros

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo