59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

METÁSTASE CEREBRAL DE NEOPLASIA DE MAMA DIAGNOSTICADA DURANTE GESTAÇÃO: RELATO DE CASO

CONTEXTO

Dentre as neoplasias malignas, o câncer de mama é o de maior incidência, prevalência e taxa de mortalidade em mulheres - excetuando câncer de pele não melanoma. Durante o período gestacional, não há consenso quanto a melhor opção terapêutica: cirurgia, quimioterapia, hormonioterapia ou radioterapia. A conduta frente ao tratamento adequado torna-se mais desafiadora quando ocorre o diagnóstico de gestação em pacientes oncológica. Tornando necessário considerar a vontade da paciente, principalmente quando tumores receptores de estrogênio e progesterona, o que pode levar à recidiva ou avanço da patologia.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Paciente com diagnóstico de lesão cerebral sugestiva de metástase de neoplasia mamária, encaminhada a hospital terciário aos cuidados da equipe de neurocirurgia. Tercigesta, 19 semanas de gestação , um parto há 8 anos e uma cesárea há 1 ano e 8 meses, ambas gestações sem intercorrências; sendo a segunda gestação após tratamento de neoplasia primária. Após informações quanto ao prognóstico reservado, paciente mantém decisão em prosseguir tratamento expectante de remoção cirúrgica de massa encefálica até viabilidade fetal. Realizado exérese de massa encefálica com 24 semanas após piora significativa de quadro neurológico materno. Paciente evoluiu com pré - eclâmpsia com 26 semanas e seis dias. Após agravamento e instabilidade materna, realizado desfecho gestacional com 30 semanas e 01 dia: realizado parto cesáreo, sem intercorrências. Recém-nascida feminina, 1230g, Apgar 6/9, transferida à UTI neonatal por prematuridade. Paciente evoluiu para óbito em 16° dia pós-parto.

COMENTÁRIOS

Estudos prévios evidenciam a influência de hormônios gestacionais e recidiva de neoplasia mamária. No entanto, o manejo conservador possibilitou a viabilidade fetal, respeitando o desejo materno. O relato traz à luz, a importância do aconselhamento e planejamento familiar em pacientes submetidas a tratamento oncológico.

PALAVRA CHAVE

Neoplasia maligna de mama; Gestação de alto risco; Metástase cerebral

Área

OBSTETRÍCIA - Gestação de Alto Risco

Autores

Cibele Borges Mendonça, Georgia Guedes Cruz, Vinícius dos Santos Conejo, Bárbara Leciane Gois, Belkiss Sperandio de Sa, Juliana Cechinato Zanotto Zanotto, Lívia Aniz Vieira, Rita de Cássia Borges Chapon

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo