59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

FIBROMATOSE OU TUMOR DESMÓIDE DE MAMA: UM RELATO DE CASO

CONTEXTO

A fibromatose ou tumor desmóide da mama é uma lesão benigna do tecido conjuntivo. É um tumor raro, localmente agressivo, com tendência à infiltração do tecido adjacente e alto índice de recorrência, porém sem potencial metastático. Geralmente encontrada em mulheres entre 25 e 45 anos, apresenta-se como lesão única, de crescimento rápido. Sua incidência varia entre 2,4 a 4,3 casos novos por 1 milhão de indivíduos/ano, e representa menos de 10% de todos os casos de tumores desmóides descritos. Considerado um desafio diagnóstico por mimetizar o carcinoma de mama e outras lesões como miofibroblastoma e tumor miofibroblástico inflamatório, em exames complementares.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Caracterização do paciente: Mulher de 20 anos, negra, nuligesta, em uso de gestodeno 75mcg + etinilestradiol 30mcg, sem comorbidades prévias, com história familiar de parente de 2º grau (tias maternas) com neoplasia mamária. Caracterização clínica da doença: Nódulo palpável em quadrante ínfero-lateral (QIL) da mama esquerda de crescimento rápido e progressivo em 1 mês, de 3x3 cm de tamanho. Estudo ecográfico de mamas documentou pequena área heterogênea de 2,6 x 2,4 cm parcialmente delimitada em QIL de mama esquerda, com aumento da ecogenicidade periférica e tênue hipoecogenicidade linear central, classificado como BI-RADS 3. Core-biopsy resultou em proliferação fusocelular mesenquimal não pleomórfica em mama esquerda, sugestivo de fibromatose de mama, porém não sendo possível excluir outras patologias como miofibroblastoma e tumor miofibroblástico inflamatório. Na imuno-histoquímica, resultado positivo para os anticorpos Beta-Catenina, Desmina e Vimentina, favorecendo assim o diagnóstico de fibromatose de mama. Paciente submetida, posteriormente, a exérese do nódulo. Anatomopatológico confirmou diagnóstico de fibromatose desmóide, com margens livres. Tratamento complementado com radioterapia. Paciente mantêm-se em seguimento.

COMENTÁRIOS

O tumor desmóide da mama é uma neoplasia benigna e rara de mama, porém com potencial para ser localmente agressivo e causar prejuízo estético e funcional para a paciente, além de ser de difícil diagnostico por mimetizar clínica e radiologicamente lesões malignas da mama. Desta forma, torna-se de grande relevância relatos de casos diagnosticados e suas repercussões, contribuindo para o conhecimento da doença e suas opções terapêuticas.

PALAVRA CHAVE

tumor de mama, tumor desmoide, fibromatose

Área

GINECOLOGIA - Mastologia

Autores

ANELISE DO NASCIMENTO AGNES, BARBARA DE QUEIROS MATTOSO ONO MACHADO, GABRIELA PERRIELLO RISANTE, GIOVANNA GIULIA MILAN PELLICCIOTTA, RAFAEL JOSE FABIO PELORCA

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo