59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

MAMA SUPRANUMERÁRIA BILATERAL COMPLETA: RELATO DE CASO

CONTEXTO

O termo mama supranumerária que também é encontrada na literatura como tecido mamário heterotópico, tecido mamário acessório ou polimastia é utilizado para descrever a existência de mais de duas glândulas mamárias em um mesmo indivíduo. Apresenta baixa incidência, sendo descrito entre 0,4 e 6% da população geral. Geralmente se desenvolve através da linha mamária da axila até a região inguinal, sendo o primeiro o local mais frequente. Outros locais incomuns de acometimento de mama supranumerária, porém descritos na literatura, são os linfonodos axilares, vulva e tecido subcutâneo do braço. Aproximadamente 60-70% das polimastias estão localizadas na axila, sendo descritos casos de bilateralidade, mas estima-se que apenas 20% de todas as malformações do tecido mamário seja bilateral.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Paciente, feminino, 34 anos, encaminhada à mastologia apresentando tecido mamário ectópico nas regiões axilares, sem outras queixas. G1P1cA0, amamentou por 4 anos, com saída espontânea de leite pelas duas mamas axilares. Ao exame apresentava mamas com volume aumentado, ausência de nódulos palpáveis, e presença de mamas acessórias bilaterais axilares completas, ou seja, com o complexo aréolo-papilar incluso. Realizou mamografia categoria 2, mostrando tecido mamário ectópico normal de axila bilateral. Em nova consulta, a paciente relatou dor e sensibilidade nas mamas e na mama supranumerária axilar esquerda. Referiu, ainda, parestesia em membro superior esquerdo com início há 3 anos e piora recente, ocorrendo também em membro superior direito há cinco dias. Realizou nova mamografia categoria 1. A ultrassonografia mamária mostrou cistos bilaterais de paredes finas e conteúdo anecóico homogêneo, dispersos em ambas as mamas medindo, o maior, aproximadamente 1,3 cm. A paciente desejava tratamento cirúrgico e foi realizada setorectomia axilar bilateral, com ressecção total das mamas supranumerárias e o anatomopatológico evidenciou epitélio escamoso com fina camada córnea e pigmentação melânica na camada basal característica de mamilo e aréola.

COMENTÁRIOS

O tecido mamário ectópico pode ser dividido em 8 categorias distintas sendo que a mama completa é uma forma rara e acomete menos de 1% de todos os casos. Diante disso, devido à peculiaridade do caso e a ausência de relatos semelhantes na literatura, reconhecemos a importância de relatar um caso de mama supranumerária bilateral completa. Apesar de ser uma entidade benigna, o tratamento consiste na exerese completa dos tecidos ectópicos anômalos.

PALAVRA CHAVE

Polimastia, politelia, mama supranumerária, mama heterotópica

Área

GINECOLOGIA - Mastologia

Autores

Welington Lombardi, Flávia Vicentin Silva, Carla Freitas, Laura Oliveira Marchetti, Antonielle Puttini Fonseca, Paola Alexandra Reghine Giorjão, Luciana Borges Lombardi

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo