59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

Caso incomum de sepse - Degeneração necrótica de mioma uterino submucoso com cirurgia emergencial

CONTEXTO

Miomas uterinos são tumores benignos que ocorrem em 70% das mulheres, em fase reprodutiva, que apresentam sangramento uterino anormal. Os miomas submucosos podem degenerar, gerando dor pélvica aguda cursando com anemia, condição inflamatória e raramente levando ao quadro séptico. Sepse é uma rara condição decorrente de degeneração miomatosa. Na literatura é mais comum ocorrer nos casos de degeneração maligna.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Paciente 52 anos, hipertensa, foi admitida no PS do Hospital Escola de Valença-RJ (HEV) com queixa de dor abdominal e leucorreia serossanguinolenta com odor fétido. Ao exame físico evidenciou-se importante massa até a cicatriz umbilical de consistência endurecida. Ao exame especular observou-se lesão que se exteriorizava pelo cérvice uterino. A tomografia computadorizada demonstrou hidronefrose bilateral, volumosa formação expansiva uterina e ausência de linfonodomegalia pélvica e/ou abdominal. Exame recente de citologia oncótica do colo uterino foi negativo para neoplasia. Paciente evoluiu com quadro séptico, injúria renal aguda, anemia importante e leucocitose de 47.600/mm3 com desvio para esquerda. Após estabilização hemodinâmica (hemotransfusão), iniciou-se antibioticoterapia e encaminhada para laparotomia. Foi efetuada histerectomia total identificando-se enorme mioma submucoso com aspecto necrótico de odor fétido. O seguimento do pós-operatório ocorreu no Centro de Terapia Intensiva com alta posterior para enfermaria. O resultado histopatológico demostrou leiomioma necrótico, sem malignidade.

COMENTÁRIOS

Os leiomiomas podem ser infectados por bactérias levando a um foco necrótico. Isto ocorre devido a insuficiência vascular que é comum em pacientes na perimenopausa. A sepse é uma má resposta do hospedeiro mediante infecção bacteriana ou viral. O tecido muscular diante de degeneração pode ser substituído por material necrótico. A conduta cirúrgica é mandatória nesses casos. A paciente evoluiu satisfatoriamente.

PALAVRA CHAVE

sepse; mioma; laparotomia

Área

GINECOLOGIA - Cirurgia Ginecológica

Autores

Filomena Aste Silveira, Raquel de Marco Rodrigues Souza, Bruna Shiguemi Saito , Érica de Almeida Barboza , João Alfredo Seixas, Marina Ramos Alvim

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo