59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

ABDOME AGUDO EM PACIENTE BETA-HCG POSITIVO E SEUS DIAGNÓSTICOS DIFERENCIAIS: UM RELATO DE CASO

CONTEXTO

Estando o profissional da saúde diante de uma gestante com abdome agudo, é imprescindível uma propedêutica completa para elucidar o diagnóstico, tendo em vista as inúmeras etiologias, elevada incidência e mortalidade. Considerando as principais hipóteses, que podem ou não estar relacionadas com a ginecologia e obstetrícia, e atentando para o importante fato de que o abdome agudo cirúrgico é responsável por aproximadamente 7% a 10% dos atendimentos na população feminina, torna-se necessário à todos os profissionais da saúde o pleno conhecimento deste assunto. Esse desafio diagnóstico aumenta ainda mais quando essa sintomatologia atinge as gestantes, cabendo ao médico lembrar principalmente da gravidez ectópica, uma vez que é responsável pelo óbito de 6% a 13% das mulheres no período gestacional. Por meio deste trabalho realizamos um relato de caso de uma paciente internada em uma maternidade referência de Curitiba - PR, com Beta HCG positivo e abdome agudo. Objetivamos contribuir com a literatura médica trazendo a dificuldade de realizar estes diagnósticos diferenciais, bem como a importância de todos os profissionais estarem ambientados nesse tema.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

J.V.R, 15 anos, com queixa principal de dor abdominal em baixo ventre e Beta-HCG positivo. Ao exame físico apresentou dor intensa à mobilização do colo uterino, associado a leucorréia fétida. Exame de imagem sugestivo de gestação ectópica. Realizou-se o internamento para analgesia e antibioticoterapia e, devido a piora do quadro clínico-laboratorial, foi realizada laparotomia exploratória com exérese de lesão cornual à direita. Após exploração cirúrgica, indo contra o esperado, o Beta-HCG apresentou valores crescentes, levantando a hipótese de gestação intra uterina associada a abscesso tubo-ovariano cornual à direita. Tal hipótese foi confirmada posteriormente pelo anatomopatológico.

COMENTÁRIOS

Neste relato de caso objetivou-se reforçar a necessidade do médico estar familiarizado com o atendimento e resolução de um quadro de abdome agudo em gestantes. É notável a diversidade etiológica e a necessidade de uma rápida e eficiente abordagem, devido à elevada mortalidade deste quadro. Reforçar a importância de diagnósticos por causas não gineco-obstétricas nas gestantes, que devem ser prontamente solucionadas a fim de proteger o binômio mãe-feto.

PALAVRA CHAVE

Abdome agudo, Gestante, Doença Inflamatória Pélvica, Gestação Ectopica, Abscesso Tubo-Ovariano

Área

OBSTETRÍCIA - Obstetrícia Geral

Autores

Fernanda Christine Moretti, Natália Albano Wendramin , Mariana Ramos Schinke, Leticia Oliveira Martins, Camila Cristine Oliveira, Diego Esteves dos Santos

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo