59º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


TÍTULO

Carcinossarcomas ovarianos: série de 8 casos de um Hospital Terciário

CONTEXTO

Os carcinossarcomas de ovário são tumores epiteliais malignos ovarianos raros e agressivos. Devido a raridade deste subtipo histológico, os fatores prognósticos envolvidos na sobrevida global não são completamente conhecidos e as recomendações de tratamento são de difícil padronização.

DESCRIÇÃO DO(S) CASO(S) ou da SÉRIE DE CASOS

Esta série de casos envolve 8 mulheres diagnosticadas (no período de 2010 a 2019), tratadas e acompanhadas até agosto de 2021 por carcinossarcoma ovariano em uma única instituição. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética do Hospital e todas as pacientes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. A média de idade ao diagnóstico foi de 65,5 anos (51-92). À época do diagnóstico uma paciente se apresentou no estágio I, 5 no estágio III e 2 no estágio IV. Seis pacientes tiveram como primeira abordagem a cirúrgica: 3 foram submetidas a estadiamento cirúrgico com linfadenectomia pélvica e para aórtica, e 3 a estadiamento cirúrgico sem linfadenectomia. As outras duas pacientes foram diagnosticadas por biópsia percutânea: uma recebeu quimioterapia neoadjuvante e após, foi submetida a estadiamento cirúrgico sem linfadenectomia; a outra paciente foi a óbito antes da quimioterapia neoadjuvante. Quatro pacientes receberam quimioterapia adjuvante, 2 foram a óbito antes da quimioterapia (uma adjuvante e outra neoadjuvante), uma recusou a quimioterapia após a cirurgia, e uma paciente recebeu quimioterapia neoadjuvante. A média de tempo de seguimento foi de 2,97 anos (0,07- 10,23). Três pacientes encontram-se vivas, sem evidência de doença, e 5 foram a óbito com doença.

COMENTÁRIOS

A maioria das pacientes se apresentou em estágios avançados (III-IV), e foram inicialmente abordadas com cirurgias de grande porte (citorredução). Apenas uma foi diagnosticada com doença limitada aos ovários. A maioria das pacientes recebeu quimioterapia. A média do seguimento em anos foi baixa, porém, duas pacientes se destacam porque encontram-se sem evidência de doença com mais de 6 anos de seguimento desde o diagnóstico.
Agradecimentos: À Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), processo nº2019/24093-4; ao aluno de iniciação científica Thiago Fortes Cabello dos Santos (01/06/2020 a 31/05/2022).

PALAVRA CHAVE

Carcinossarcomas; ovário; estágio; cirurgia

Área

GINECOLOGIA - Oncologia Ginecológica

Autores

Thiago Fortes Cabello, Sophie Françoise Derchain, Morgana Danubia Gomes Souza, Antonio Carlos Bastos Navarro Filho, Renan Massao Nakamura, Adriana Yoshida

Adicione na sua agenda: AppleGoogleOffice 365OutlookOutlook.comYahoo